A Ideia

A ideia de um ano internacional foi discutido pela primeira vez em 2006, durante a reunião de Abril do Comité Executivo da IUPAC. Na sequência desta reunião, um grupo de trabalho IUPAC desenvolveu um plano para assegurar a designação da UNESCO de um Ano Internacional da Química. Esse projecto foi concluído com êxito quando, em Abril de 2008, o Conselho Executivo da UNESCO, aprovou a proposta para a proclamação pelas Nações Unidas de 2011 como Ano Internacional da Química (AIQ).

Ano Internacional da Química

O Ano Internacional da Química 2011 (AIQ 2011) é uma celebração das conquistas no mundo da química e suas contribuições para o bem-estar da humanidade. Sob o mote " Química, nossa vida, nosso futuro", o AIQ 2011 vai oferecer uma série de actividades interactivas, divertidas e educativas para todas as idades, em todo o mundo, com oportunidades de participação pública a nível local, regional e nacional.

Objectivos

Os objectivos do AIQ2011 são aumentar o reconhecimento público da química, na satisfação das necessidades do mundo, incentivar o interesse na química entre os jovens, e gerar entusiasmo para o futuro criativo da química. O ano de 2011 irá coincidir com o 100 º aniversário do Prémio Nobel atribuído a Madame Marie Curie, uma oportunidade para celebrar as contribuições das mulheres para a ciência. O ano também será o 100 º aniversário da fundação da Associação Internacional de Sociedades de Química, e da Sociedade Portuguesa de Química proporcionando uma oportunidade para destacar as vantagens da colaboração científica internacional.

Os eventos do AIQ 2011 irão provar que a química é uma ciência criativa essencial para a sustentabilidade e para as melhorias no nosso modo de vida. Actividades, como palestras e experiências, irão explorar como a investigação química é fundamental para resolver problema globais mais críticos, envolvendo alimentos, água, saúde, energia, transportes e muito mais.

Além disso, o AIQ vai ajudar a reforçar a cooperação internacional, servindo como fonte de informação para as actividades das sociedades de científicas nacionais, instituições de ensino, indústria, governo e organizações não-governamentais.

O AIQ 2011 é uma iniciativa da IUPAC, União Internacional de Química Pura e Aplicada, e da UNESCO, a "United Nations Educational, Scientific, and Cultural Organization". Envolve sociedades de química, academias e instituições mundiais, e estão dependentes de iniciativas individuais para organizar as actividades locais e regionais.

Sociedade Portuguesa de Química

A Sociedade Portuguesa de Química (SPQ) foi fundada em 28 de Dezembro de 1911.

Tal como foi reafirmado em 1974, aquando da inauguração da actual sede em Lisboa, "a Sociedade deve constituir um centro de debate franco e cordial que estimule e promova o contacto entre os seus membros de forma a contribuir para o desenvolvimento da investigação e para um melhor ensino da Química". É este objectivo que todas as Direcções da SPQ e todos os seus sócios têm perseguido. Desde 1978 a Sociedade organiza bianualmente um Congresso Nacional em que participam mais de 500 químicos portugueses e um significativo número de químicos de outras nacionalidades. Pretende-se que esta seja a grande festa da Química em Portugal e dos químicos nacionais que desenvolvem actividade nas universidades e institutos de ensino superior, nas escolas do ensino básico e secundário, na indústria e nos laboratórios do estado.

A SPQ assegura igualmente a representação de Portugal em diversas organizações internacionais. Em particular, a SPQ mantém a representação de Portugal na International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC), por delegação do GRICES. Outras representações asseguradas pela SPQ incluem: International Chemistry Olympiads, European Association for Chemistry and Molecular Sciences (EuCheMS) e European Federation of Medicinal Chemistry (EFMC). 

 

Projectos