História


 “A história é émula do tempo, repositório dos factos, testemunha do passado, exemplo do presente, advertência do futuro”

In Dom Quixote – Miguel Cervantes


 

 

As origens do Departamento de Engenharia de Minas da FEUP (DEM) são indissociáveis das origens da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

 

Um pouco de História...

 

O ensino de Engenharia em Portugal teve origem no núcleo escolar da Aula Náutica, por decreto de 30 de julho de 1765. Em sua substituição, a 13 de janeiro de 1837 foi criada no Porto a Academia Politécnica, com a missão formar engenheiros, oficiais de marinha, pilotos, comerciantes, agricultores, diretores de fábrica e artistas.

 

hist 01A Academia Politécnica do Porto, passou a ter, a partir de 1885, Cursos de Engenharia e Obras Públicas, de Minas e Industrial, cujas aulas decorriam no edifício do Colégio dos Órfãos, junto ao Carmo, onde antes funcionava a Aula de Debuxo, e posteriormente a Academia Real da Marinha.

 

Deste modo, pode-se considerar o ano de 1885, mais concretamente a data de 21 de julho de 1885, como sendo o ano da criação do Curso de Engenharia de Minas e com ele, a criação de uma organização administrativa e pedagógica mínima, embrião do DEM.

 

Com a implantação da Republica, acontece uma reforma do ensino superior e por decreto de março de 1911, cria-se a Universidade do Porto (UP). A Academia Politécnica transforma-se então em Faculdade de Ciências, englobando esta a chamada Escola de Engenharia.

 

Com a Lei nº 410 de 1915, esta Escola é convertida em Faculdade Técnica, adquirindo autonomia. Esta mesma Lei determinou a divisão dos Cursos de Engenharia em Civil, Minas, Mecânica, Eletrotécnica e Químico-Industrial.

 

hist

Deste modo, associamos o ano de 1915, como sendo também o ano da recriação do Curso de Engenharia de Minas, agora na Faculdade Técnica da Faculdade de Ciências da UP.

 

O Curso de Engenharia de Minas constitui, assim, uma das mais antigas Licenciaturas da UP.

 

O decreto nº 18739 de 26 de julho de 1930 fixou a organização dos referidos cursos, constituindo desde então a denominada Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Em 1937, 100 anos depois a criação da Academia Politécnica, é inaugurado o edifício da FEUP na Rua dos Bragas, bem no centro da cidade do Porto.

 

hist 02

Nessa altura, a Licenciatura em Engenharia de Minas possuía 6 anos, com as opções de Minas ou Metalurgia no último ano. É bem provável que o DEM já estivesse constituído e instalado no edifício existente nas traseiras da Faculdade de Engenharia, onde funcionou o Colégio Inglês do Sagrado Coração de Maria e posteriormente o Liceu Carolina Michäelis.

 

Em 1970, com a reforma denominada de Veiga Simão, o Curso de Engenharia de Minas passa a ter 5 anos e a opção de Metalurgia dá origem a uma nova Licenciatura. Com ela, surge em 1974 o Departamento de Metalurgia, de onde decorreu uma progressiva autonomização dos Departamentos e das respetivas Licenciaturas.

 

No passado recente, um conjunto de modificações socioeconómicas, geraram a necessidade de alargar o leque de saídas profissionais do Curso de Engenharia de Minas. Assim, em 1997 entra em vigor um novo Plano de Estudos, passando o Curso a denominar-se de Engenharia de Minas e Geo-Ambiente.

 

Nos finais da década de 90, as instalações da FEUP no centro da cidade do Porto tornaram-se exíguas para toda a atividade nela desenvolvida. No ano de 2000, a FEUP transfere-se para Pólo II da UP na Asprela, onde o DEM e o atual Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais (DEMM) partilham espaços no denominado Edifício F.

 

Untitled 8

Abril/Maio
D S T Q Q S S
01 02 03 04 05 06
07 08 09 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30

Visite-nos nas Redes Sociais