homepage Os Dias de Santa Bárbara

Os Dias de Santa Bárbara


“A ciência é uma maravilha, todos sabemos. Mas a verdade é que, num dia de trovoada como o de hoje, lembro-me da Santa Bárbara da minha terra …” 

 

In Diário Vols I a IV - Miguel Torga


 

 

stbarbara 01O Dia de Santa Bárbara é tradicionalmente celebrado por comunidades mineiras de todo o mundo e em muitas Escolas de ensino da Engenharia de Minas de toda a Europa.

A Santa Bárbara é considerada Padroeira dos Mineiros mas não só.

 

Eis a sua Lenda: 

Era o século terceiro.

Bárbara era uma jovem muito bela da Nocodémia.

Seu Pai, Dioscuro, um alto funcionário do Imperador Romano local, temendo que a beleza da filha atraísse pretendentes, mandou construir uma torre onde a encerrava sempre que viajava.

Entretanto, crescia no Império o número de cristão.

E também Bárbara, clandestinamente, se converte à esta nova Fé.

Conta a tradição que a torre projetada por seu Pai tinha duas janelas, mas Bárbara pediu que aumentassem para três, com o intuito de, através delas, honrar a Trindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Dioscuro, descobrindo que sua filha se tornara cristã, furioso, não hesita em denunciá-la perante a justiça.

Foi chicoteada, mas de nada serviu.

Seu pai, promotor do processo, pediu à justiça a condenação da filha:

"Seja morta à espada, como convém aos membros da nobreza".

E ao mesmo tempo solicitou permissão para que ele mesmo executasse a sentença. E assim aconteceu.

A espada de Dioscuro levantou-se no ar e caiu sobre o pescoço de Bárbara.

Nesse momento, o céu escureceu e um raio de trovoada fulminante atingiu Dioscuro, derrubando-o morto.

Esta é a origem da crença de que Santa Bárbara é protetora quando troveja e a explicação para a presença de uma torre com 3 janelas nas imagens de Santa Bárbara.” 

 

À semelhança de outras Escolas de ensino da Engenharia de Minas, também o Departamento de Engenharia de Minas da FEUP (DEM) organiza a 4 de dezembro as comemorações do Dia de Santa Bárbara, compreendendo este uma sessão no auditório da FEUP, seguido de um lanche convívio com todos os presentes. São sempre muitos aqueles que, tendo sido Estudantes no DEM, se associam ao Dia de Santa Bárbara, regressando à Escola para um convívio com todos aqueles que a frequentam na atualidade. 

As celebrações do Dia de Santa Bárbara na FEUP integra sempre o canto da canção “Santa Bárbara Bendita”.

Esta canção teve a sua origem numa mina de carvão das Astúrias, em Espanha: 

 

santa 02Em Langreo existe uma das explorações mineiras mais emblemática das Astúrias.

É conhecida por Poço Maria Luísa. A mineração iniciou-se nesta mina em 1858.

Na década de 1940 ocorreu uma explosão de grisu nesta mina, tendo nela morrido 16 mineiros. Na sequência deste acidente, foi composta uma canção que ficou conhecida por “Santa Barbara Bendita” ou “Poço Maria Luísa”. Geralmente cantada em asturiano, só por homens e à capella, a sua letra, triste e ao mesmo tempo heroica, descreve o doloroso retorno a casa de um mineiro, ainda coberto com o sangue dos seus companheiros. Desolado, conta à sua esposa Maruxina, cantando, o acidente ocorrido na mina.

 

Esta canção transformou-se num hino à memória de todos os mineiros mortos e foi adotada por inúmeras comunidades mineiras europeias. Os Mineiros de Aljustrel, no Alentejo, fizeram dela o seu hino.”

Novembro/Dezembro
D S T Q Q S S
01 02 03 04
05 06 07 08 09 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30

Visite-nos nas Redes Sociais