Home :: Recomendações

Recomendações

 

Construção do Guião

Os docentes são convidados a construir um guião sobre algo relacionado com a engenharia, com aplicação desta ciência no dia a dia das pessoas, de forma a suscitar interesse junto do público geral. O programa deverá partir de uma interrogação, à qual o texto deve responder num tempo que não pode ultrapassar um minuto. Para isso, o texto não deve exceder os 800 caracteres, deve evitar-se o recurso a termos técnicos excessivamente especializados e privilegiar a linguagem simples, clara e objetiva.  Pretende-se seguir os critérios necessários para uma boa comunicação dirigida a um público que não é especializado nestas temáticas. No final, o programa fecha com uma curiosidade, ou seja, uma frase sucinta (entre 70 e 80 caracteres) relativa ao tema tratado que fique na cabeça das pessoas. O objetivo é fechar com chave de ouro.

 

Seleção de Imagens

Durante o programa os docentes aparecem no plano durante os primeiros segundos e voltam a aparecer nos segundos finais. Acontece que, no entretanto, à semelhança de uma reportagem jornalística televisiva, surgem imagem que ilustram o que está a ser dito. Essas imagens podem ser vídeos de boa resolução disponibilizados pelos docentes ou esquemas/imagens (igualmente de boa resolução). Mas, preferencialmente, devem ser dadas indicações sobre os planos que melhor se enquadram na temática do programa (seja em laboratórios da FEUP, institutos associados, ou mesmo no exterior) e, posteriormente, a produtora encarregar-se-á de realizar as devidas filmagens.


Enfrentar a Câmara

Falar para as câmaras de televisão pode ser um desafio interessante para a grande maioria das pessoas que não está habituada a enfrentar um estúdio. Aqui ficam algumas dicas importantes para que possa sentir-se mais à-vontade no momento de gravar o programa e colaborar na rubrica:

1 - A lente da câmara funciona como uma pessoa, portanto, é importante que olhe para ela enquanto mantém o diálogo, ou, neste caso, durante a gravação do seu depoimento.

2 – Não se preocupe em decorar o texto. Durante a gravação será usado um teleponto, que o auxiliará no momento da gravação. A única preocupação que terá de ter é de mostrar espontaneidade e disfarçar que está a ler.

3 – Os movimentos têm de ser bem calculados, evitando gestos exagerados. Segurar as mãos para trás não é uma boa estratégia, porque pode restringir a sua liberdade. O melhor é dosear a movimentação das mãos e da cabeça. O corpo nunca se mexe. Quando estiver em pé, abra um pouco as pernas e mantenha-as em paralelo para facilitar o equilíbrio. Se estiver sentado, é importante ter em atenção a postura.

4 – No campo da linguagem não-verbal, que também poderá ser notada, é necessário ter em atenção todo o tipo de manifestação: é importante regular gestos, evitar caretas, movimentos com a sobrancelha e, principalmente, com a cabeça.

5 - É fundamental apresentar um visual limpo e asseado na hora da gravação. As cores também têm que ser estudadas. Uma vez que o fundo do estúdio é azul, não utilize roupa da mesma cor: corre o risco de ficar transparente.

6 - Tecidos listados, quadriculados ou com grandes estampados provocam o efeito de ‘batimento’ que ‘borra’ a imagem no vídeo. Portanto, prefira as cores lisas e tecidos sem brilho.

7 – É no uso correto do vocabulário e na utilização de linguagem simples que o interveniente consegue captar a atenção do telespetador. Deve evitar reduzir palavras no final, engolir ‘ésses’ ou errar a concordância verbal.

8 - O tom de voz é o barómetro do humor. Se falar forte, com raiva, vai parecer que está irritado. Se falar muito doce, pode mostrar sensualidade que não vem ao caso. Encontre o tom de voz que passa firmeza e credibilidade, sempre com simpatia. Se for necessário demonstrar alegria, sorria e fale: vai apresentar uma voz simpática e feliz.

9 - Para os homens, a maquilhagem é necessária quando o local da gravação é o estúdio. Para as mulheres, a maquilhagem cai sempre bem.