Sobre o curso

SOBRE O CURSO

O que é a Bioengenharia?

A Bioengenharia é um campo de conhecimento interdisciplinar e transversal, que integra vários domínios da engenharia e das ciências da vida. A sua missão é resolver problemas que se colocam em biomedicina e biotecnologia industrial, sob as perspetivas decorrentes da engenharia de processos e da engenharia molecular.

A quem se destina este mestrado?

A candidatos com uma formação de base nas áreas da Bioengenharia, que pretendam
adquirir formação avançada e mais específica, focada em tópicos avançados de
Bioengenharia.

+ Info

FORMAÇÃO INTERDISCIPLINAR

A parceria entre duas Unidades Orgânicas da Universidade do Porto – a Faculdade de Engenharia e o Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar, é garantia da formação interdisciplinar e transversal que a área da Bioengenharia exige, num ambiente multicultural complementar.

OBJETIVOS GERAIS

+  O principal objetivo do MBIO é a formação avançada de Bioengenheiros, dotados de conhecimento científico e técnico multidisciplinar e transversal às áreas da Bioengenharia, e por isso aptos a resolver problemas de biomedicina e biotecnologia industrial.

+  O MBIO é uma formação complementar à Licenciatura em Bioengenharia, oferecendo um ensino especializado e focado em Bioengenharia Molecular, Engenharia Biomédica ou Engenharia Biológica.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

+  Assegurar a formação de recursos humanos capazes de conceber, projetar, implementar ou manter sistemas e serviços em domínios específicos da Bioengenharia, designadamente nas especializações previstas.

+  Assegurar a aquisição de conhecimentos teóricos e experimentais avançados em técnicas de investigação, para desenvolver capacidades de realização de investigação científica de alto nível de carácter fundamental e/ou aplicado, segundo os padrões de qualidade e éticos internacionalmente aceites.

+  Promover o desenvolvimento de competências transversais direta ou indiretamente relacionadas com a área científica do ciclo de estudos.

+  Fomentar a realização de programas e/ou estágios em colaboração com entidades dos setores industrial e da saúde, bem como unidades de investigação nacionais e estrangeiras.

ACREDITAÇÕES

O ciclo de estudo encontra-se acreditado, de forma incondicional, pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

DIPLOMA

O Mestrado em Bioengenharia resulta da subdivisão do anterior Mestrado Integrado em Bioengenharia (MIB), leccionado pela FEUP e ICBAS, em dois ciclos de estudos sequenciais, de forma a dar cumprimento ao artigo 19.º do Decreto-Lei n.º 65/2018 de 16 de agosto, sendo o MBIO o 2º desses ciclos. O MBIO está estruturado em 4 semestres, totalizando 120 ECTS – culminando com a realização de uma Dissertação, que decorre no último semestre do plano de estudos.

O ciclo de estudos é composto por:

+  um curso de mestrado, não conferente de grau, constituído por um conjunto organizado de unidades curriculares a que correspondem 90 créditos ECTS. Confere um diploma d curso de mestrado (não conferente de grau) em Bioengenharia numa das 3 especializações: Bioengenharia Molecular, Engenharia Biomédica, ou Engenharia Biológica. A possibilidade de atribuição do diploma não conferente de grau só ocorrerá no 2º ano.

+  uma dissertação de natureza científica, original e especificamente realizada para este fim, a que correspondem 30 do total dos 120 créditos ECTS do ciclo de estudos; a defesa em provas públicas da dissertação permitirá a obtenção do grau de mestre em Bioengenharia, numa das 3 especializações: Bioengenharia Molecular, Engenharia Biomédica, ou Engenharia Biológica.

Os estudantes poderão realizar um semestre em mobilidade, no 2º semestre do 1º ano ou no 1º semestre do 2º ano, numa escola com a qual exista acordo de intercâmbio. É possível ainda efetuar um semestre adicional em mobilidade para a realização da dissertação, ocorrendo a defesa na FEUP ou no ICBAS.

A atribuição do grau será feita pela Universidade do Porto.

– Info
Cooperação com Empresas

ESPECIALIZAÇÕES

Engenharia Biomédica
Engenharia Biológica
Bioengenharia Molecular
Plano de Estudo
Cooperação com Empresas

5 razões para escolher
o MBIO da FEUP + ICBAS

Cooperação com Empresas

Formação em Bioengenharia da Universidade do Porto disponibilizada através de parceria de duas das suas mais respeitadas Escolas, proporcionando uma abordagem transdisciplinar efetiva e uma diversidade única.

Cooperação com Empresas

Formação teórica sólida e diversificada, complementada por intenso treino laboratorial.

Cooperação com Empresas

Forte interação estudante / professor, através de aulas teórico-práticas e laboratoriais, em turmas pequenas ou tutoriais, e apoiada pelo desenvolvimento de experimentação criteriosamente delineada para ilustrar os conceitos.

Cooperação com Empresas

Acesso a recursos de grande qualidade, em termos de instalações físicas, equipamentos, laboratórios e software.

Cooperação com Empresas

Possibilidade de mobilidade em universidades e institutos de investigação/interface, nacionais e internacionais, reconhecidos pela sua excelência.

Vídeos

Cooperação com Empresas

ACORDOS DE MOBILIDADE

Têm vindo a ser estabelecidas diversas parcerias com instituições europeias, designadamente no âmbito do programa ERASMUS, permitindo a mobilidade de estudantes em 15 países. Mais de 50 acordos de colaboração existentes entre Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras e a Universidade do Porto, bem como ao abrigo do programa Almeida Garrett, permitem mobilidade de estudantes de forma complementar.

Todos os Acordos
Cooperação com Empresas

Cooperação com Empresas

No âmbito de várias unidades curriculares, é habitual convidar personalidades ligadas ao tecido empresarial e ao setor público para fomentar o contacto dos estudantes com ambientes não académicos.

Além disso, os estudantes podem realizar a sua dissertação em ambiente empresarial ou em laboratórios de investigação – sendo que muitos dos trabalhos desenvolvidos estão integrados em projetos de investigação, com financiamento público ou privado. Os centros de investigação aos quais estão ligados os docentes promovem projetos de transferência de tecnologia com empresas, o que permite aferir das necessidades do tecido produtivo e promover a apresentação de temas para dissertação dos estudantes. As empresas contactam com frequência os docentes no sentido de estabelecer colaborações – que vão da consultadoria à transferência de tecnologia. Esses projetos podem eventualmente envolver estudantes do ciclo de estudos, e ser objeto de temas de dissertação (salvaguardadas as devidas condições de confidencialidade).

Cooperação com Empresas

Núcleos e associações

ESTIEM

O Núcleo de Estudantes de Bioengenharia da FEUP e do ICBAS (NEB – FEUP/ICBAS) é uma associação estudantil, sem fins lucrativos, que tem como objetivo dinamizar atividades e eventos de cariz académico, recreativo e de desenvolvimento pessoal para os estudantes de Bioengenharia da FEUP e ICBAS e do Mestrado de Engenharia Biomédica da FEUP.

Empregabilidade

Os dados seguintes baseiam-se no inquérito à Empregabilidade FEUP 2020 e dizem respeito aos graduados do MIB em 2018/2019, tendo respondido ao inquérito 64% de um total de 58 graduados.

Os estudantes encontram o primeiro emprego
19% ANTES DO FIM DO CURSO
26% ATÉ 6 MESES
PÓS-TERMINO DO CURSO

Relação da função com o curso

60% TOTALMENTE RELACIONADA
26% PARCIALMENTE RELACIONADA

Localização do primeiro emprego

83% PORTUGAL(PORTO E NORTE)
17% ESTRANGEIRO

Saídas Profissionais

Engenharia Biomédica

Especialização vocacionada para o desenvolvimento de instrumentação biomédica e eletrónica, processamento e análise de imagem e sinais médicos, dispositivos médicos e terapêuticos, telemedicina, bioinformática, sistemas de informação e de gestão de dados, robótica médica e biónica.

Engenharia Biológica

Especialização vocacionada para o desenvolvimento de processos bioquímicos na indústria farmacêutica, alimentar, cosmética, ou de química fina, com intervenção em tecnologias limpas, recuperação de recursos naturais, ou terapêutica – bem como na saúde em hospitais e empresas de equipamento biomédico.

Bioengenharia Molecular

Especialização centrada na interface da Bioengenharia Molecular com a medicina regenerativa e a nanomedicina, focando-se nas áreas da regeneração e reparação de tecidos, conceção e desenvolvimento de biomateriais, nanotecnologia, design de princípios ativos, e sistemas de transporte e libertação de fármacos.

Cooperação com Empresas

TESTEMUNHOS

EDUARDO PINHO
ESTUDANTE
falei com alunos dos cursos, tendo decidido candidatar-me unicamente a Bioengenharia na FEUP/ICBAS, um curso que parecia interessante, e em duas grandes faculdades!
ZIZÍNA FALÉ
ESTUDANTE
A quem entrar na FEUP, espero que faça amigos para a vida toda, que a FEUP supere as expectativas e que tenham os melhores anos da vida, como eu estou a ter.
PAULO MAIA
ESTUDANTE
Tenho interesse pela aplicação da Engenharia na solução de problemas da área da saúde, e a passagem por unidades curriculares pertencentes a diferentes departamentos da FEUP permitiu-me entender o...
Cooperação com Empresas

CANDIDATURAS

TAXA DE CANDIDATURA
55€

LÍNGUA
Inglês

PERÍODO LETIVO
Setembro – Junho

PROPINAS
Consulte aqui os valores

DURAÇÃO
2 anos (2º ciclo)

CANDIDATURAS
Aguarda abertura de candidatura para 22/23

REGIME
Diurno

FEUP – Candidaturas 2021/2022

bolsas e incentivos

Tem questões sobre bolsas e incentivos? Consulte esta página.

Cooperação com Empresas

CONTACTOS

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Departamento de Bioengenharia
Rua Dr. Roberto Frias, s/n
4200-465 Porto

Secretariado do DEQ
Célia Cerqueira
+351 220413614
catc@fe.up.pt

Cooperação com Empresas

Direção e Comissão Científica

MARIA CONCEIÇÃO RANGEL
CODIRETOR E COMISSÃO CIENTÍFICA

FERNANDO JORGE MONTEIRO
CODIRETOR E COMISSÃO CIENTÍFICA

JOSÉ MACHADO DA SILVA
DIRETOR ADJUNTO E COMISSÃO CIENTÍFICA

JUDITE NOVAIS BARBOSA
DIRETOR ADJUNTO COMISSÃO CIENTÍFICA

MARIA DO CARMO PEREIRA
COMISSÃO CIENTÍFICA

FILIPE MERGULHÃO
COMISSÃO CIENTÍFICA

MANUEL VILANOVA
COMISSÃO CIENTÍFICA

ANA PAULA PÊGO
COMISSÃO CIENTÍFICA