Mestrado em Ciência da informação2021-06-02T18:24:26+00:00
Sobre o curso

SOBRE O CURSO

O que é o Mestrado em Ciência da Informação?

O Mestrado em Ciência da Informação (MCI) proporciona uma formação avançada em Ciência da Informação, dirigida a quem pretender seguir uma carreira profissional ou de investigação nesta área. Este mestrado é da responsabilidade conjunta da Faculdade de Engenharia e da Faculdade de Letras e tem os seguintes objetivos:

  • proporcionar uma formação científica sólida, garantindo uma preparação de excelência para o exercício de uma profissão que se consubstancia na capacidade de descobrir, avaliar, organizar, dar acesso e preservar informação, independentemente do seu formato ou suporte, em contextos de utilização diversos;
  • proporcionar uma formação profissional de elevada qualidade com competências técnicas e sociais sólidas no domínio da gestão da informação permitindo resolver problemas e atuar em contextos multidisciplinares; trabalhar em equipa e em ambientes de colaboração aplicando as suas competências específicas; comunicar eficazmente com públicos especialistas e não-especialistas; e refletir nas responsabilidades sociais e éticas ligadas à aplicação do seu conhecimento;
  • formar para a empregabilidade, ou seja, para o exercício de uma atividade profissional que pode ser desenvolvida no seio das mais diversas organizações, no setor público ou privado, através da criação de relações estreitas com potenciais empregadores, via dissertações, projetos e outras formas de colaboração.

A quem se destina este mestrado?

Detentores de um primeiro ciclo de estudos em Ciência da Informação que pretendem desenvolver em âmbito e profundidade as suas competências técnicas e científicas de base, bem como enriquecer o leque de competências complementares e transversais, preparando-os para cargos profissionais mais exigentes e mais reconhecidos.

Detentores de um primeiro ciclo de estudos em áreas que conferem competências afins à Ciência da Informação (Sistemas de Informação, Engenharia Informática, Ciência de Dados, Engenharia Electrotécnica, e outras) e pretendem complementar a sua formação especializando-se em gestão da informação.

Profissionais com experiência profissional em funções relacionadas com gestão da informação, que pretendam atualizar e alargar o âmbito das suas competências, para melhor enfrentar os desafios tecnológicos colocados à sua profissão e impulsionar a sua carreira.

+ Info

TEMPO DE DURAÇÃO

 2 anos

ESTRUTURA

O MCI tem uma componente curricular de 78 ECTS e uma componente de dissertação de 42 ECTS.

Este mestrado é da responsabilidade conjunta da FEUP e da FLUP.

*FEUP – FLUP

*Sede Administrativa

ACREDITAÇÕES

O ciclo de estudo encontra-se acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). Mais informação pode ser encontrada nos relatórios produzidos pela A3ES

– Info

Saídas Profissionais

Os diplomados do MCI têm competências específicas de gestão de informação e um conjunto de competências transversais que os habilitam a desempenhar, com relevância, funções em que a Informação desempenhe um papel central:

  • no setor privado, em empresas dos mais variados setores, por exemplo, desenvolvimento e comercialização de software, consultoria em tecnologias da informação, produtores de conteúdos, produção industrial, serviços, instituições privadas de ensino, fundações;
  • no setor público com destaque para a Administração Central e Local (serviços centrais e autárquicos, arquivos e bibliotecas), Universidades (serviços administrativos/departamentais, centros de estudos/investigação, serviços de biblioteca e documentação e de arquivo), e Museus.
Cooperação com Empresas

5 razões para escolher
o MCI da FEUP/FLUP

Cooperação com Empresas

Elevada empregabilidade e integração no mercado de trabalho promovida pela formação ampla em termos de competências e por dissertações realizadas em ambiente empresarial.

Cooperação com Empresas

Abordagem multidisciplinar e integrada dos problemas informacionais, nas vertentes tecnológica e de gestão.

Cooperação com Empresas

Possibilidade de mobilidade em universidades internacionais reconhecidas, em particular na Europa e no Brasil.

Cooperação com Empresas

Aquisição de uma formação diversificada, potenciadora de uma fácil adaptação a novos desafios e mudanças, criando profissionais catalisadores de inovação nas empresas.

Cooperação com Empresas

Ter uma formação multifacetada, envolvendo duas faculdades (FEUP e FLUP) de reconhecido mérito, o que permite a aquisição de competências e atitudes muito apreciados em contextos profissionais, potenciando carreiras profissionais ou académicas de sucesso.

Cooperação com Empresas

Cooperação com Empresas

A unidade curricular dissertação/projeto, a realizar-se no segundo ano do Mestrado em Ciência da Informação, pode desenvolver- se em  unidades de investigação, bem como em parceria com instituições/empresas exteriores às faculdades responsáveis pela lecionação do curso.

Ver exemplos de Dissertações

2020

Consultoria em Gestão da Informação e Proteção de Dados: Estudo de caso da empresa Interaction Layer
Estudante: Susana Filipa da Silva Cardoso Dias

Literacia em Saúde Digital na Doença Renal Crónica
Estudante: Inês Marques Gonçalves Ramos

Knowledge-Based Engineering supported by the Digital-Twin: the case of the Power Transformer at EFACEC
Estudante: Miguel Alves de Azevedo

A utilização e produção de imagens em contexto de investigação: contribuições para boas práticas de gestão de dados em formato de imagem
Estudante: Miguel Martins Fernandes

Creating the knowledge management system of an analytical consulting services provider: LTP Labs
Estudante: Mariana Fonte Miranda de Carvalho

2019

Implementação do Repositório Clínico Digital (RCD) do CHUSJ: análise de processos e dinâmica informacional do Serviço de Arquivo
Estudante: Raquel dos Santos Aleixo

Desenvolvimento de um Modelo de Negócio para uma Plataforma Colaborativa de Conteúdos Audiovisuais de Cariz Científico
Estudante: Ana Francisca de Nóbrega Malça Gonçalves Tété

Estudo de Mapeamento entre a ISAD/ISAAR e o Modelo CIDOC-CRM para a Descrição de Objetos Culturais da Torre do Tombo
Estudante: Inês Dias Koch

A fotografia no Sistema de Informação Ezequiel de Campos: contributos da organicidade para a funcionalidade e a memória
Estudante: Aida Olímpia Freitas Ferreira

Metadados para o uso de ferramentas de gestão de dados de investigação com investigadores do I3S
Estudante: Marcelo da Costa Sampaio

2018

O sistema de informação/arquivo da FCNAUP: estudo e implementação de um modelo de gestão da informação
Estudante: Luísa Cristiana Araújo Ferreira

Gestão de Dados de Investigação em Monitorização Ambiental
Estudante: Patricia Gabriela Silva Dias

Gestão da Informação e Colaboração no Cluster Português da Indústria Automóvel
Estudante: João Nuno Fonseca Sousa

Gestão Documental e de processos na implementação do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD): O caso iPortalDoc
Estudante: Andreia Filipa Rajão Pinto

Academia Politécnica do Porto: contributos para o estudo de um Sistema de Informação
Estudante: Maria Júlia Simões Ribeiro

2017

Gestão da Informação na Era Digital: Desmaterialização dos processos no contexto do Hospital de Braga
Estudante: Helena Cristina Jorge Carneiro Moreira da Silva

Estratégia de sistemas de informação e gestão da informação em associações empresariais: o caso da APICCAPS
Estudante: Filipa Catarina Santos Moreira

O controlo de autoridade por assuntos do acervo fotográfico do jornal Público
Estudante: Joana Patrícia de Sousa Rodrigues

Disseminação de conteúdos audiovisuais na web: uso de um perfil de aplicação para a gestão e agregação dos recursos da TVU
Estudante: Sara Catarina Pinheira de Oliveira

U.InovAcelerator: Um Modelo Tecnológico, Informacional e de Serviços de Informação para a Inovação da U.Porto
Estudante: Henrique Diogo Cardoso da Silva

– Exemplos de Dissertações
Cooperação com Empresas

Parcerias

A Ciência da Informação na Universidade do Porto – ci@UPorto – faz parte da organização iSchools – Information Schools. A iSchools é uma organização e movimento internacional com a missão de liderar e promover o campo da Informação. Procura maximizar a visibilidade e influência dos seus membros, num contexto interdisciplinar, colocando o poder da informação e da tecnologia ao serviço ds sociedade.

A Dissertação como elemento de ligação Universidade – Empresas

A unidade curricular “Dissertação/Projeto” do MCI – último ano (2o), 1º e 2º semestres – consiste na realização de um trabalho dentro da área de conhecimento da Ciência da Informação onde o estudante aplica e desenvolve as competências científicas e técnicas adquiridas no curso. Pretende-se ainda que promova o desenvolvimento de capacidades de iniciativa, de decisão, de inovação, de pensamento criativo e crítico, num contexto de trabalho individual ou em grupo. Este trabalho poderá ter uma natureza mais de investigação ou uma natureza mais técnica (projeto). Em ambos os casos o trabalho culminará com a escrita de uma dissertação.

O trabalho de dissertação/projeto pode ser realizado em ambiente académico ou empresarial/ institucional. No caso de uma realização em ambiente empresarial/institucional, os objectivos, natureza e forma de acompanhamento do trabalho devem ser objecto de acordo prévio entre o estudante e os orientadores por parte da UP e da empresa/instituição para que sejam garantidas a satisfação dos objectivos de natureza científica e pedagógica da unidade curricular, e a protecção de eventuais questões de confidencialidade por parte da empresa/instituição de acolhimento.

Pretende-se com este modelo promover trabalhos com uma forte componente de inovação, resultando numa colaboração de facto entre universidade e empresas/instituições.

Cooperação com Empresas

ACORDOS DE MOBILIDADE

O ERASMUS+ é o programa europeu de educação, formação e juventude que  tem como objetivo a promoção da cooperação a nível internacional, quer para um período de Estudos, como para um período de Estágio.

Como o programa se adequa ao MCI?

A medida para Estudos funciona através do estabelecimento de acordos bilaterais entre instituições, constituindo-se em parcerias que acordam a mobilidade de estudantes e docentes em regime de reciprocidade. 

A medida Estágios não exige qualquer acordo prévio entre as instituições (de origem e de destino).

Todos os Acordos
Cooperação com Empresas

TESTEMUNHOS

Mariana Henriques
Alumna, 2020
O MCI consegue oferecer um elevado nível de empregabilidade ... podemos trabalhar em diversos ramos o que nos permite alargar o leque de oportunidades de emprego
Catarina Fonseca
Alumna, 2020
Se hoje tivesse que me candidatar a um mestrado sem dúvida que voltaria a escolher o MCI!
Miguel Azevedo
Alumnus, 2020
Se procuram um curso que ofereça um plano de estudos interessante, empregabilidade elevada, e segurança para o futuro, considerem o MCI.
Vitor Silva
Alumnus, 2014
A licenciatura e o mestrado em Ciência da Informação foram fundamentais para o meu percurso profissional. Abriram-me um leque de perspetivas e oportunidades até então desconhecido.
Maria Almeida
Alumna, 2013
O MCI fornece, a meu ver, uma perspectiva holística da área de Gestão da Informação, o que permite uma flexibilidade num mercado de trabalho que está em constante mutação.
Cooperação com Empresas

PLANO DE ESTUDOS

Plano De Estudos Completo
Cooperação com Empresas

CANDIDATURAS

TAXA DE CANDIDATURA
55€

LÍNGUA
Inglês

PERÍODO LETIVO
Setembro – Junho

PROPINAS
Consulte aqui os valores

DURAÇÃO
2 anos (2º ciclo)

CANDIDATURAS
Candidaturas abertas -2ª fase

REGIME
Diurno

Verifique as condições de acesso e documentos necessários nesta página.

Candidatura online
Cooperação com Empresas

CONTACTOS

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Departamento de Engenharia Informática
Rua Dr. Roberto Frias, s/n
4200-465 Porto

Secretariado do DEI
+351 22 508 2134
mci@fe.up.pt

Cooperação com Empresas

Direção, Comissão Científica e Comissão de acompanhamento

ANTÓNIO LUCAS SOARES
DIRETOR
COMISSÃO CIENTÍFICA E COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO – PRESIDENTE

 

CARLA TEIXEIRA LOPES
DIRETORA ADJUNTA

 

GABRIEL DAVID
COMISSÃO CIENTÍFICA

CRISTINA RIBEIRO
COMISSÃO CIENTÍFICA

OLÍVIA PESTANA
COMISSÃO CIENTÍFICA

MARIA FERNANDA MARTINS
COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO

 

MARGARIDA GOUVEIA AUGUSTO
COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO

MILENE NUNES
COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO

Corpo Docente
Cooperação com Empresas

FAQ

Qual é o horário semanal? As aulas funcionam em regime laboral ou pós-laboral?2020-11-02T09:56:33+00:00
  • Total de cinco aulas (unidades curriculares) por semana nos primeiros dois semestres, duas aulas no terceiro semestre.
  • Cada aula tem a duração de três horas.
  • As aulas são distribuidas geralmente por terça, quinta e sexta feiras, em intervalos de três horas a começar às 10:00, 14:00 e 17:00 (a distribuição depende da escolha da especialização e escolha individual das unidades curriculares). Excecionalmente poderá num dado semestre haver alguma aula alocada à quarta feira.
  • Para mais detalhes sobre o plano de estudo e unidades curriculares específicas por especialização, por favor aceda às páginas das especializações.
Quais os temas abordados em cada especialização, e como estão organizadas?2021-03-24T17:34:57+00:00
Posso ver exemplos de Teses/Dissertações?2020-11-02T09:57:14+00:00

As teses finalizadas podem ser vistas aqui. (algumas concluidas recentemente podem ainda não estar disponíveis)

Como estão organizados os semestres?2020-11-02T09:57:42+00:00
  • Os primeiro e segundo semestres têm cinco unidades curriculares cada, algumas comuns a todas as especializações, outras especifícas de cada especialização e outras de escolha individual.
  • No terceiro semestre os estudantes escolhem duas unidades curriculares, em simultâneo com a Dissertação (que é anual e se desenvolve nos terceiro e quatro semestres).
  • O quarto semestre é dedicado inteiramente à Dissertação que é submetida em junho e defendida em julho.
  • Para detalhes sobre as unidades curriculares de cada especialização, por favor aceda às páginas das especializações.