Sobre o curso

SOBRE O CURSO

O que é a Engenharia Eletrotécnica e de Computadores?

É a área da Engenharia que desenvolve as atividades de conceção, projeto, implementação e exploração de dispositivos e sistemas que envolvem energia elétrica no seu funcionamento e também que cada vez mais recorrem a computadores para servir um leque muito abrangente de aplicações. São os Engenheiros Eletrotécnicos e de Computadores os responsáveis pela enorme revolução tecnológica a que temos assistido nas últimas décadas em domínios tão variados como as comunicações móveis, as energias renováveis, a mobilidade elétrica ou a automatização cada vez maior das nossas indústrias.

A quem se destina este mestrado?

A candidatos com uma formação de base em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores que pretendam adquirir as competências necessárias para responder ao mercado de trabalho numa das 3 áreas de especialização oferecidas no M.EEC: Energia, Automação e Telecomunicações, Eletrónica e Computadores.

+ Info

OBJECTIVOS GERAIS

O Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (M.EEC) tem o objetivo de formar Engenheiros de conceção e projeto, dotando os estudantes de uma formação avançada e especializada em diferentes domínios da Engenharia Eletrotécnica e de Computadores.

O curso está organizado em três especializações: Energia, Automação e Telecomunicações, Eletrónica e Computadores. Cada especialização representa um percurso formativo coerente que contempla as competências necessárias ao domínio de especialização e corresponde a perfis de empregabilidade com reconhecida aceitação no mercado de trabalho (empregabilidade de 96 % para os graduados de 2018/2019). Cada especialização tem um conjunto de unidades curriculares estruturantes comuns ao percurso formativo de todos os seus estudantes possibilitando também o reforço da formação em domínios não-nucleares da especialização.

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS

Dotar os estudantes de uma formação avançada, especializada e diferenciada num dos seguintes domínios da Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (EEC): Automação, Energia, e Telecomunicações, Eletrónica e Computadores (TEC). De forma geral, o estudante deverá adquirir, com a necessária proficiência, conhecimentos de ciências de engenharia e de tecnologias, tanto gerais como específicas da especialização, conhecimentos de gestão, e capacidades e atitudes pessoais, profissionais e interpessoais. O estudante deverá ser capaz de utilizar essas competências na resolução, antecipação e prevenção de problemas complexos no domínio da EEC e na conceção, projeto, implementação e operação de sistemas complexos. Deve ser capaz de desempenhar funções profissionais (incluindo aquelas reconhecidas pelas associações profissionais) de grande responsabilidade em contextos complexos e com foco na inovação e funções de liderança em projetos multidisciplinares Engenharia Eletrotécnica e de Computadores.

ACREDITAÇÕES

O ciclo de estudo encontra-se acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

DIPLOMA

O Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e Computadores (M.EEC) resulta da divisão do anterior Mestrado Integrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (MIEEC) da FEUP em dois ciclos de estudos independentes, de forma a dar cumprimento ao artigo 19.º do Decreto-Lei n.º 65/2018 de 16 de agosto, constituindo o M.EEC o segundo desses ciclos.

Tendo em conta o sucesso e reconhecimento no mercado do anterior ciclo de estudos integrado, a constante evolução tecnológica e científica nesta área da Engenharia, bem como a evolução das práticas e tecnologias pedagógicas, a atual proposta aproveita os pontos fortes do anterior ciclo de estudos integrado e introduz diversas atualizações e melhorias na conceção do novo ciclo de estudos. Este ciclo de estudos é composto por:

  1. um curso de mestrado, não conferente de grau, constituída por um conjunto organizado de unidades curriculares a que correspondem 90 créditos ECTS. Confere um diploma de curso de mestrado (não conferente de grau) em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores numa das 3 especializações: Automação; Energia; Telecomunicações, Eletrónica e Computadores. A possibilidade de atribuição do diploma não conferente de grau só ocorrerá no 2º ano.
  2. uma dissertação de natureza científica original e especificamente realizada para este fim, a que correspondem 30 do total dos 120 créditos ECTS do ciclo de estudos; a defesa em provas públicas da dissertação permitirá a obtenção do grau de mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores numa das 3 especializações: Automação; Energia; Telecomunicações, Eletrónica e Computadores.

O M.EEC da FEUP está organizado em três áreas de especialização, que correspondem a domínios de conhecimento científico e tecnológico da EEC bem caracterizados e reconhecidos no contexto empresarial e académico. Cada área de especialização tem um conjunto de unidades curriculares obrigatórias, que caraterizam cada área de especialização, complementado por unidades curriculares optativas. Nos dois primeiros semestres as opções são relativamente restritas, mas no terceiro os estudantes têm um leque maior de escolhas livres dentro da especialização (pelo menos 18 ECTS). O espetro largo do ciclo de estudos (CE) manifesta-se nesta escolha, mas também no facto de várias unidades curriculares (UCs) serem partilhadas entre diferentes áreas de especialização. O leque de UCs oferecidas no 3º semestre será definido pela Comissão Científica atendendo à procura por parte de estudantes e às condições do mercado laboral. O ciclo de estudos valoriza o trabalho de conceção e projeto, tanto individual (dissertação), como em equipa (UC de Engenharia de Sistemas comum para todos os estudantes do CE). O grau de Mestre em EEC será atribuído pela FEUP.

– Info
Cooperação com Empresas

ESPECIALIZAÇÕES

Automação
Energia
TEC
Plano de Estudo
Cooperação com Empresas

5 razões para escolher
o M.EEC da FEUP

Cooperação com Empresas

Empregabilidade elevada e integração no mercado de trabalho promovida pela cooperação com o  mundo empresarial.

Cooperação com Empresas

Acesso a recursos de grande qualidade, em termos de instalações físicas, equipamentos laboratoriais e
software.

Cooperação com Empresas

Possibilidade de mobilidade em universidades internacionais reconhecidas, em particular na Europa e no Brasil.

Cooperação com Empresas

Aquisição de uma formação diversificada, potenciadora de uma fácil adaptação a novos desafios e mudanças, criando profissionais catalisadores de inovação nas empresas.

Cooperação com Empresas

Formação numa escola de engenharia de elite, o que permite a aquisição de competências e atitudes muito apreciados em contextos profissionais, potenciando carreiras profissionais ou académicas de sucesso.

Vídeos

Cooperação com Empresas

ACORDOS DE MOBILIDADE

As parcerias para programas de mobilidade ERASMUS (universidades europeias) e MOBILE (universidades brasileiras) ou ao abrigo de acordos bilaterais são realizadas com instituições de elevada qualidade, nas várias regiões do globo.

Todos os Acordos
Cooperação com Empresas

Cooperação com Empresas

Mais de um terço das dissertações de final de curso são realizadas em ambiente empresarial, sendo esta uma das grandes mais-valias desta formação. As empresas acolhem os estudantes por um período para desenvolvimento de um tema com garantia de qualidade científica que dará origem a uma Dissertação para a obtenção do grau de Mestre

As empresas em que os estudantes realizaram as dissertações nos últimos anos incluem:

Cooperação com Empresas

Núcleos e associações

ESTIEM

Núcleo de Estudantes de Engenharia Electrotécnica e de Computadores é uma associação juvenil que nasceu da vontade de um grupo de alunos de dinamizar atividades em prol do curso. Assim, o NEEEC é uma organização de alunos e para alunos que tem como missão organizar atividades de enriquecimento escolar e de desenvolvimento pessoal, assim como atividades lúdicas e de convívio para os estudantes do M.EEC.

ESTIEM

O IEEE é a maior organização profissional técnica do mundo dedicada ao avanço da tecnologia para o benefício da humanidade. O nosso Ramo de Estudantes (SB) é composto por alunos da Universidade do Porto (UP) membros do IEEE. Compartilhamos a paixão por conhecimento, tecnologia e compartilhamos esse conhecimento com outras pessoas. Um dos nossos principais esforços é a criação e organização de atividades que iluminem nossa comunidade estudantil e também promovam o conhecimento técnico do público em geral. Essas atividades são geralmente Palestras, Workshops, Conferências e Simpósios.

ESTIEM

NM

Núcleo de Microeletrónica

ESTIEM

Núcleo de Radioamadores da FEUP

Empregabilidade

Os dados seguintes baseiam-se no inquérito à Empregabilidade FEUP 2020 e dizem respeito aos graduados do MIEEC em 2018/2019, tendo respondido ao inquérito 60% de um total de 114 graduados.

Os estudantes encontram o primeiro emprego
56% ANTES DO FIM DO CURSO
90% ATÉ 3 MESES
PÓS-TERMINO DO CURSO

Relação da função com o curso

66% TOTALMENTE RELACIONADA
31% PARCIALMENTE RELACIONADA

Localização do primeiro emprego

91% PORTUGAL
9% ESTRANGEIRO

Saídas Profissionais

Um Mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores tem um vasto leque de opções para desenvolver a sua atividade profissional em diversos domínios da EEC. As oportunidades de saídas profissionais passam pela investigação científica e tecnológica em diversas instituições nacionais e estrangeiras, a conceção, projeto e desenvolvimento de sistemas nas suas variadas componentes de hardware e de software e também a exploração e gestão de redes e sistemas de comunicações e de energia. Sendo uma área da Engenharia muito dinâmica e sempre em constante evolução, existem também inúmeras oportunidades para desenvolver ideias e produtos inovadores e criar novos negócios. Embora o M.EEC abra muitas portas para o mercado de trabalho empresarial, é também o ponto de entrada para quem pretender aprofundar uma área de especialização e prosseguir um programa de Doutoramento em EEC.

Cooperação com Empresas

TESTEMUNHOS

BEATRIZ CRUZ
ESTUDANTE
Porque gosto muito de música, integrei no início do meu percurso académico a Orquestra Clássica da FEUP.
TIAGO PEREIRA
ALUMNU
Mas não só a nível académico se faz um engenheiro da FEUP. Fiz parte da equipa de voleibol nos meus 4 primeiros anos de faculdade, foi mais um ponto positivo a acrescentar
DENISE MARTINS
ESTUDANTE
Como sou de Cabo Verde, a minha entrada para a FEUP não significou apenas o ingresso numa das melhores instituições de ensino superior portuguesas...
Cooperação com Empresas

CANDIDATURAS

TAXA DE CANDIDATURA
55€

LÍNGUA
Inglês

PERÍODO LETIVO
Setembro – Junho

PROPINAS
Consulte aqui os valores

DURAÇÃO
2 anos (2º ciclo)

CANDIDATURAS
Aguarda abertura de candidatura para 22/23

REGIME
Diurno

Candidatura online

bolsas e incentivos

Tem questões sobre bolsas e incentivos? Consulte esta página.

Cooperação com Empresas

CONTACTOS

Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores
Rua Dr. Roberto Frias, s/n
4200-465 Porto

Secretariado do DEEC
+351 22 508 1819
mieec@fe.up.pt

Cooperação com Empresas

Direção e Comissão Científica

JOÃO CANAS FERREIRA
DIRETOR E PRESIDENTE DA COMISSÃO CIENTIFICA

ANÍBAL MATOS
COMISSÃO CIENTÍFICA

JAIME CARDOSO
COMISSÃO CIENTÍFICA

JOSÉ FIDALGO
COMISSÃO CIENTÍFICA