Visita à FEUP de uma delegação do IAI

Em 22 e 23 de Junho de 2004, recebemos a visita de uma delegação do IAI - Instituto de Automática Industrial, de Madrid, constituída pelo Director do Instituto, Doutor Salvador Ros e pelo Chefe do Departamento de Informática Industrial e representante do IAI no Projecto PIBAMAR, Doutor José Ramón Alique.

Esta visita foi da iniciativa do próprio IAI e resultou do desejo de aprofundar o seu conhecimento do grupo de docentes e investigadores da FEUP e dos seus institutos associados, INEGI, INESC Porto e ISR, que confirmaram a sua intenção de participar no Projecto PIBAMAR ao subscrever algum dos Sub-Projectos, definidos na reunião de Monterrey.

O IAI, criado em Outubro de 1971, é um prestigiado instituto da rede do Consejo Superior de Investigaciones Científicas de Espanha e mantém há mais de 10 anos cooperação em vários projectos europeus e ibero-americanos, primeiro com o CCP, depois com o IDIT e, finalmente, com a própria FEUP. O Doutor Salvador Ros já esteve aliás entre nós, pois visitou o IDIT em Maio de 2000.

Os colegas espanhóis chegaram ao Aeroporto do Porto ao fim da tarde de 21 e foram imediatamente conduzidos a um restaurante dos mais castiços do burgo tripeiro onde, a convite da Direcção do DEEC e após brava peleja com as incomparáveis iguarias lusas, se confessaram finalmente "derrotados"! Para "ajudar" à digestão, descemos ao Freixo, fizemos a marginal do Douro até à Ponte Luiz I e atravessámos para Gaia. Subimos ao miradouro da Serra do Pilar e confrontámos os nossos amigos com a "mais bela paisagem urbana do mundo"! Para não exagerar, claro.

A visita à FEUP iniciou-se na manhã de 22 com uma breve sessão de boas-vindas, na Sala de Eventos do DEEC, com a presença do Director da FEUP, Prof. Carlos Costa, o Presidente do DEEC, Prof. Silva Matos, o Presidente do INESC Porto, Prof. Guedes de Oliveira, o Presidente do ISR-Porto, Prof. Feyo de Azevedo e o Prof. Torres Marques, em representação dos Presidentes do DEMEGI e do INEGI.

Seguidamente, o Director do IAI, Doutor Salvador Ros, fez uma detalhada apresentação das actividades do Instituto, que suscitou manifesto interesse na assistência, essencialmente constituída pelos investigadores participantes no Projecto PIBAMAR, que fizeram numerosas perguntas ao Doutor Ros.

clique para ver ampliada

Apresentação do Doutor Ros

clique para ver ampliada

Conferência do Doutor Alique

Após um intervalo para café, o Doutor José Ramón Alique iniciou a sua conferência subordinada ao tema "Situação actual da automatização dos processos de maquinagem a alta velocidade" e que se estendeu até à hora de almoço.

Na verdade, o debate (magistralmente orquestrado pelo Doutor Alique) que se estabeleceu durante esta conferência foi tão vivo que se tornou necessário suprimir uma pequena visita ao campus da FEUP que tinha sido programada para o fim da manhã.

O conteúdo desta conferência, em formato pps, pode ser visto aqui (1,52MB). O Doutor Alique teve a gentileza de nos deixar um CD que, além desta apresentação, contém ainda 8 artigos sobre o tema da Maquinagem de Alto Rendimento. Deste CD fiz 3 cópias para os institutos associados.

clique para ver ampliada

Visita ao INESC Porto

O almoço, a convite do INESC Porto, foi num restaurante próximo da FEUP. Seguiu-se a visita às instalações daquele Instituto, onde o seu Presidente, Prof. Pedro Guedes de Oliveira, fez uma breve apresentação da natureza das actividades em curso.

Na ausência do Prof. Soeiro Ferreira (responsável pela participação do INESC no Projecto PIBAMAR), em serviço em Timor-Leste, os investigadores do INESC mais ligados aos temas PIBAMAR, descreveram os projectos em que estão envolvidos.

Finalmente, os colegas do IAI realizaram uma breve visita à UESP - Unidade de Engenharia de Sistemas de Produção, onde apreciaram uma demonstração de um dos projectos descritos.

clique para ver ampliada

Prof. Adriano Carvalho

Não dispondo ainda de instalações próprias no campus da FEUP, o ISR-Porto utiliza os laboratórios dos departamentos que colaboram nesse instituto.

Assim, numa das salas de reuniões do DEEC, o Prof. Adriano Carvalho apresentou aos nossos visitantes as actividades de investigação que o seu grupo leva a cabo, no âmbito do ISR.

O Prof. Pina Martins que, juntamente com o Prof. Adriano, são os responsáveis pela participação do ISR no Projecto PIBAMAR, não pôde estar presente nesta reunião, retido num exame de uma das disciplinas que lecciona.

Já no fim da reunião, o Director da FEUP veio juntar-se-nos para uma informal conversa com o Director do IAI e o Doutor José Ramón Alique, a quem ofereceu exemplares do livro "Projecções da Memória", que recorda a nossa velhinha Faculdade, na Rua dos Bragas.

Os nossos colegas espanhóis mostraram particular interesse na celebração de um protocolo com a FEUP com vista à realização de pós-graduações em co-orientação das duas instituições, o que mereceu completa abertura por parte do Prof. Carlos Costa que, entretanto, recordou que, no caso de doutoramentos, haverá que envolver a Universidade do Porto e não simplesmente a FEUP, o que, contudo, não deverá levantar dificuldades.

clique para ver ampliada

A delegação do IAI com o Director da FEUP

O Director da FEUP desejou os melhores sucessos para a continuação deste encontro IAI - FEUP e aproveitou a oportunidade para comunicar que, por motivos de força maior, não poderia comparecer no jantar que a Direcção iria oferecer, nessa noite, num restaurante da Ribeira de Gaia, sendo representado pelo Vice-Presidente do Conselho Científico, Prof. Álvaro Cunha. À ida para o restaurante, fizemos caminho pela Lapa, descemos a Boavista até ao Castelo do Queijo, percorremos a costa da Foz e, finalmente, a marginal do Douro até à Ribeira. Naturalmente, gostaram muito.

clique para ver ampliada

Visita ao INEGI

Na manhã de 23, a delegação do IAI visitou as instalações do INEGI, em Leça do Balio, onde foram recebidos pelo seu Vice-Presidente, Prof. Jorge Lino que descreveu as actividades e projectos em curso na instituição.

Os Doutores Ros e Alique acompanharam a exposição com muito interesse e formularam várias perguntas no sentido de esclarecer as possibilidades de cooperação mútua, seja no âmbito do Projecto PIBAMAR, seja em áreas diversas em que haja interesse comum das duas instituições.

Em seguida, os visitantes percorreram alguns dos laboratórios do INEGI onde trocaram ideias e experiências com os seus investigadores.

Após o almoço, oferecido pela Direcção do INEGI num restaurante-churrasqueira de Leça do Balio, de regresso à FEUP, foram visitados ainda alguns laboratórios do DEMEGI onde a delegação do IAI apreciou alguns projectos de ensino e de investigação.

Conforme programado, o resto da tarde foi preenchido com um animado e informal debate sobre as possibilidades de cooperação bilateral IAI-FEUP. O Prof. Torres Marques, que coordenou a reunião, irá apresentar um resumo dos resultados atingidos neste Encontro.

Uma vez que foi possível concluir os trabalhos cerca das 18 horas, abriu-se a oportunidade de propiciar aos nossos amigos espanhóis um pequeno passeio pelo Centro do Porto. Começámos pelo Carmo, onde o fantástico painel de azulejos da Igreja do Carmo sempre impressiona os forasteiros. Logo a seguir, vem a surpresa de encontrar paredes meias com a anterior, uma segunda igreja, a dos Carmelitas!

Depois, atravessámos os Leões que, tendo perdido as suas colossais palmeiras, ficou com a sua beleza muito reduzida e dirigimo-nos à Rua das Carmelitas para uma visita à Livraria Lello, cujo interior maravilhou os nossos visitantes, como não podia deixar de ser!

Com a Torre dos Clérigos à vista, dirigimo-nos na sua direcção, chegámos à Cordoaria, vimos o jardim, a antiga Cadeia, os vestígios da antiga Porta do Olival e extasiámo-nos com outra vista da velha Torre, ex-libris desta Invicta Cidade!

Descemos S. Filipe de Néry, aquele bocadinho das Carmelitas e os Clérigos, onde as vendedeiras (era véspera de S. João, claro) tinham já instalado os seus postos de venda dos manjericos, alhos-porro, cidreira, os inevitáveis martelinhos  e bandeiras e cachecóis de Portugal, pois estávamos em pleno Euro 2004!

Tudo isto divertia muito os nossos amigos, principalmente Salvador, que conferia com as vendedeiras os nomes das plantas: "Esto es hierbabuena!" - dizia - "Não! Ervabuena é isto!" - retorquia a mulherzinha!

clique para ver ampliada

Torre dos Clérigos

Chegámos à Praça, onde se encantaram com o Palácio das Cardosas, o Banco de Portugal e, mais acima, a majestade dos magníficos edifícios da Avenida dos Aliados, onde se lamentou que as obras do Metro não permitissem desfrutar de toda a sua beleza. Mas ainda deu para apreciar o nosso imponente "Ayuntamiento"!

Demos um salto à Estação de S. Bento, cujo átrio os impressionou fortemente, quer pela sua beleza arquitectónica, quer pelos seus notáveis azulejos. Fugimos à visão apocalíptica das obras do Metro que se estendem até à Sé e subimos 31 de Janeiro.

Lá em cima a Igreja de Santo Ildefonso esperava por nós para nos brindar com mais um belo exemplo de utilização do azulejo no exterior de edifícios, particularmente de igrejas. Uma utilização muito portuguesa e que, por isso mesmo, surpreende quem vem de fora! Demos uma volta pela Batalha, saudámos o Teatro de S. João, parámos a apreciar mais uma vez a Igreja de Santo Ildefonso e metemos por Santa Catarina.

O tempo chegava ao fim. Fizemos caminho pelo Majestic, outro ponto incontornável do nosso Porto, jóia da Arte Nova, deliciámo-nos com o seu belíssimo interior e ... ponto final. Descemos Passos Manuel, atravessámos D. João I e rumámos ao Carmo, onde havíamos deixado o carro. O jantar, a convite do ISR, foi em Matosinhos, num conhecido restaurante-marisqueira.

Era noite de 23 de Junho, pelo que regressámos à Baixa, onde os nossos colegas viveram a experiência única do S. João do Porto, no meio dos inevitáveis martelinhos. E como "é dos carecas que elas gostam mais" adivinhem lá qual dos nossos amigos fez mais sucesso!

 

Entrada | Currículo | Ensino | I&D | Gostos | Ligações

Voltar ao topo