Logo da FEUP Blue Eyes Bandeira Portuguesa
Principal Sobre mim Mestrado Mafalda Veiga Contra-(des)Informação O CRÍTICO Histórias Pensamentos
Principal > Mestrado em Gestão de Informação > FG > Linhas de orientação para os ensaios
 
 

1º Semestre

 

Análise de Sistemas de Informação

Computadores e Redes de Comunicação

Fundamentos de Gestão

Gestão de Informação

Informação e Sociedade

Metodologias de Investigação Aplicadas à Gestão de Informação

Produtos e Serviços de Informação

2º Semestre

FG - Fundamentos de Gestão

Linhas de Orientação para os ensaios

 

Extensão de cada ensaio: 1500-1800 palavras

Caracteres: texto 12, subtítulos 14

Espaço entre linhas: 2

As secções/subsecções podem ser numeradas ou não

4 partes fundamentais: introdução, argumento, conclusões, referências bibliográficas

Introdução: deve dizer o que vai fazer: qual é o contexto em que se situa o tema, quais os principais componentes do tema/problema, e como vai desenvolver o argumento.

Argumento: ponto por ponto, por forma a criar um quadro que se desenvolve gradualmente; frases curtas: uma só ideia em cada frase, não tente dizer muita coisa ao mesmo tempo na mesma frase.

Conclusão: sumário (o que disse), conclusões/implicações que decorrem do argumento, sugestões para trabalhos futuros sobre o tema (o que poderá ser feito, por exemplo, numa investigação futura relacionada com o tema).

 

Relativamente às citações, sugiro a seguinte metodologia, que é a mais utilizada internacionalmente:

- John Law (1999) abordou o tema de ...

- ... vários autores abordaram o tema (Townley, 1994; Legge, 1995)

- ... é designado como "partial connection" (Strathern, 1994:35): aqui, 35 é o número da página de onde se retira a expressão/citação; se a citação incluír mais de uma página será, por exemplo, (Strathern, 1994:35-36)

Já agora, as citações deverão ser tão BREVES quanto possível: não mais do que o necessário para reforçar/ilustrar um argumento que está a desenvolver, e NUNCA para substituir o próprio argumento/exposição que está a fazer.

Quanto às referências bibliográficas:

- livro:

Morgan, G. (1986) Images of Organization. London: Sage.

Hassard, J. e Pym, D. (eds.)(1990) The Theory and Philosophy of Organizations. London: Routledge.

(o título do livro dever ser em itálico)

- artigo em revista:

Chia, R. e King, I. (1998) 'The organizational structuring of novelty', Organization, 5(4): 461-478.

(o título da revista, não do artigo, deve ser em itálico; 5 é o número do volume, 4 é o número da revista, 461-478 são página inicial e página final do artigo)

- artigo/capítulo em livro editado:

Cooper, R. (1992) 'Formal organization as representation: remote control, displacement and abbreviation', in M. Reed and J. Hughes (eds.) Rethinking Organization. London: Sage: 254-272.

(o título do livro, não do artigo, deve ser em itálico; 254-272 são página inicial e página final do artigo/capítulo)

 

Enviar-me um email

Última Actualização:
  12-08-2005

 

Páginas optimizadas para Netscape 4 ou superior e IE 5 ou superior